10/02/2019 - TEMA: Lucro na Pecuária Leiteira

MÉTODO DE CÁLCULO DO CUSTO DE PRODUÇÃO E AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO TÉCNICO E ECONÔMICO NA PECUÁRIA DE LEITE - PARTE 2


Dando sequência ao assunto iniciado na parte 1 deste artigo, nesta parte serão apresentados os Indicadores Econômicos e Zootécnicos na avaliação de desempenho da pecuária leiteira.

2 – INDICADORES DE DESEMPENHO ECONÔMICO

A tabela abaixo, apresentada no LACTAS, mostra de uma forma bem didática, além da Renda Bruta da Atividade, diversos indicadores econômicos para avaliação da atividade.

Indicadores de desempenho econômico - Pecuária de Leite

Após apresentação da Renda Bruta, e dos totais do COE, COT e CT, são calculados:

- Margem Bruta (MB): é calculada diminuindo-se o COE do valor da Renda Bruta. Este valor representa o que sobra após pagar os custos de produção da atividade desembolsados pelo produtor, antes de descontar o valor das depreciações e da MDO Familiar.

- Margem Líquida (ML): é calculada diminuindo-se o COT do valor da Renda Bruta. Este valor representa o que sobra ao empresário após pagar todos os custos de produção, inclusive as depreciações e MDO Familiar. É o principal indicador da atividade na metodologia do Custo Operacional.

- Lucro (L): é calculado diminuindo-se o CT da Renda Bruta. Além de todos os custos já considerados até agora, também é considerada a Remuneração do Capital Empatado. Assemelha-se ao Lucro calculado na metodologia do Custo Total, onde a remuneração do capital empatado é considerado um custo fixo, e entra no cálculo dos custos.

- Rentabilidade do Capital (%): o cálculo da Rentabilidade é feito dividindo-se o valor da Margem Líquida pelo Capital total empatado pelo empresário. Como dito anteriormente, ao invés de considerar a remuneração do capital empatado como um custo fixo (pois este é um valor arbitrário), e avaliar o Lucro da atividade, é melhor calcular qual a rentabilidade que o empresário está obtendo com a atividade dividindo a Margem Líquida pelo Capital Empatado. Com este valor em mãos, é possível comparar a atividade leiteira com outras, avaliando se é compensatória ou não.
Neste caso, o empresário obteve uma rentabilidade de 8,94%. O que significa que o capital dele apresentou uma retorno anual de 8,94%. Se ele for comparar com um investimento no mercado financeiro, por exemplo, este investimento teria que render mais que 8,94% de lucro ao ano para que seja superior do ponto de vista econômico.

- Ponto de Nivelamento do Custo Total: este indicador apresenta quantos litros de leite teriam que ser produzidos por dia para que a atividade ficasse empatada, ou seja, não desse nem lucro nem prejuízo. É um indicador importante para avaliar a escala mínima de produção para o sistema de produção e infraestrutura existentes.

Além dos indicadores descritos acima, e de forma semelhante às tabelas anteriores, esta também apresenta os indicadores: por Kg de Leite Produzido; pela Receita Total em porcentagem; pelo total de vacas; pela área destinada à atividade, em ha. Por exemplo, podemos verificar que a Margem Líquida da atividade leiteira foi de R$ 5.189,90 por hectare (sexta linha, ultima coluna). Este indicador é bastante útil para comparar a eficiência do leite com outras atividades agropecuárias, ajudando o produtor a tomar a decisão, por exemplo, em aumentar ou diminuir a área da propriedade destinada a esta atividade.

3 – MEDIDAS DE TAMANHO

Na tabela de Medidas de Tamanho são relacionados algumas medidas da atividade que servirão de base para o cálculo dos Indicadores de Desempenho Técnico, no próximo tópico. Estas medidas dão um resumo do dimensionamento da atividade.

Medidas de tamanho na pecuaria de leite

4 – INDICADORES DE DESEMPENHO TÉCNICO

Completando a avaliação, o LACTAS apresenta a tabela abaixo relacionando diversos indicadores que mostram a eficiência zootécnica da atividade.

Indicadores de desempenho técnico em pecuária de leite

- Vacas em Lactação / Vacas Totais (%): indicador que reflete, principalmente, a eficiência reprodutiva do rebanho. Intervalos entre partos extensos, resultante de uma ineficiência na reprodução do rebanho, causariam uma diminuição deste indicador. Quanto maior a porcentagem de vacas em lactação, melhor. Um índice em torno de 83% é o valor ideal.

- Concentrado / Vaca em Lactação: indica o gasto de concentrado por vaca. Sozinho, é um indicador difícil de avaliar, devendo ser avaliado em conjunto com o Leite Produzido / Kg de Concentrado. Se este último indicador apresentar um valor alto, significa que é desejável também um alto valor de Concentrado / Vaca em lactação. Caso contrário, um valor alto significa ineficiência.

- Leite Produzido / Kg de Concentrado: indica a eficiência do rebanho em produzir leite em função da alimentação fornecida. Em particular, a qualidade da dieta oferecida e a genética do rebanho são os principais influenciadores deste índice. Quanto maior o valor associado a este indicador, melhor a resposta obtida e melhor a eficiência na produção de leite.

- Leite Produzido / Vaca em Lactação: indica a produção diária de leite por vaca em lactação. Logicamente, quanto maior melhor. Está relacionado a vários fatores, principalmente à dieta oferecida e à genética do rebanho. Mas, também, a soma de vários outros detalhes, como o manejo, a predominância de lactações novas, a sanidade, instalações adequadas, entre tantos outros, impactam este indicador.

- Leite Produzido / Mão de Obra: indicador da eficiência de utilização de mão de obra na produção de leite. Um dos custos mais altos na atividade é o de MDO. Uma alta produção de leite por funcionário indica que a propriedade está sendo eficiente na otimização deste recurso.

- Custo de MDO / Custo de Concentrado: este indicador, quando mais baixo, indica um maior custo com concentrados do que com mão de obra. Isso significa que a mão de obra está sendo otimizada. Se o alto consumo de concentrado está associado a uma elevada produção de leite, a reduzida proporção dos custos com MDO atesta uma otimização deste recurso.

- Produtividade (litros / ha / ano): indica a quantidade de leite produzida em cada hectare destinada à atividade leiteira. Mostra a eficácia de uso da terra. Considerando que este é um dos recursos de maior custo associado, este indicador é um dos elementos de maior importância na avaliação.

Um estudo realizado pela UFLA – Universidade Federal de Lavras – cita os seguintes indicadores como sendo os de maior correlação com a lucratividade na pecuária leiteira: “Custo de MDO / Custo de Concentrado”, “Leite Produzido / Mão de Obra”, “Leite Produzido / Vaca em Lactação” e “Vacas em Lactação / Vacas Totais (%)”. Todos estes indicadores estão presentes nesta tabela de indicadores de desempenho apresentada no LACTAS.


Se você ainda não leu a parte 1 deste artigo, Clique aqui para conferir.


Leia mais artigos em nossa página de conteúdo técnico em pecuária

Conheca o LACTAS www.lactas.com.br.

Palavras chave: custo de produção, avaliação econômica, desempenho econômico, desempenho zootécnico, pecuária de leite, software para gado de leite.


Deixe seu comentário, é importante para nós. Sua experiência enriquece nosso trabalho, e contribuirá com todos que lerem este artigo depois de você.