01/11/2017 - TEMA: Custos de Produção na Pecuária

POLÍTICA DE REDUÇÃO DE CUSTOS DE PRODUÇÃO NA PECUÁRIA - PARTE 1


“Redução de Custos” é um mantra exaustivamente entoado em todas as atividades econômicas na atualidade. A conjuntura econômica assim o exige. Os motivos não são poucos: altos custos de insumos, juros altos, crise econômica, redução de consumo e baixos preços de venda, entre vários outros. Não é o objetivo do artigo entrar neste mérito e discutir estes motivos, basta saber que realmente é necessário cortar custos. O intuito aqui é apresentar uma perspectiva diferente sobre o assunto.

Quando se fala em cortes de custos em qualquer setor da economia sempre vem à cabeça demissões em massa, corte de horas extras, e até o tão famoso corte do cafezinho dos funcionários. Já são clichês, e assim o são porque, em grande parte das vezes, são cortes realmente necessários. Na pecuária, quando o assunto é cortar custos, fala-se em cortes na alimentação, na adubação ou reforma de pastagens, na compra de um sal mineral mais barato, na eliminação de algumas vacinas do calendário sanitário, entre vários outros. Porém, o que se pretende neste texto é dar uma visão diferente sobre o tema, mostrar que este enfoque é enganoso na maioria das vezes.

Não raramente reduzir custos implica em aumentar custos. É isso mesmo! Para reduzir custos, em grande parte das situações, é necessário aumentar os custos. Essa afirmação à primeira vista parece sem sentido, mas não é.

Redução de Custos de Produção na Pecuária

Antes de continuar, é necessário definir alguns conceitos da contabilidade de custos: Gastos, Custos e Despesas.

Gastos compreendem todas as saídas financeiras, ou seja, saídas de dinheiro. Toda vez que é efetuado um pagamento, há uma saída de dinheiro da empresa, o que representa um gasto. Ele se confunde com os custos pelo fato de estarem, na maioria das vezes, associados ao pagamento dos custos de produção, mas nem sempre é assim. Ele pode estar associado a uma despesa, por exemplo, que é diferente de um custo. Então um gasto nem sempre significa um custo.

Despesas são recursos empregados em atividades ou setores que não estão diretamente ligados ao sistema de produção. Por exemplo, a energia elétrica utilizada no escritório não é um Custo de Produção, e sim uma Despesa, pois a produção animal não depende diretamente dela. Impostos, taxas de associações, frete para entrega de animais vendidos e honorários do contador são outros exemplos de gastos que podem ser enquadrados como despesas.

Por outro lado, os Custos são definidos por todos os recursos utilizados diretamente no sistema de produção. O que os diferencia das Despesas, portanto, é a sua aplicação. São exemplos de custo: o sal mineral, a ração, produção de pastagem, medicamentos, mão de obra utilizada na lida com o gado, entre outros.

Os custos podem ser classificados de várias formas. Uma das classificações mais utilizadas divide os custos em Fixos e Variáveis, baseando-se em sua variação de valores ao longo do tempo de acordo com a escala de produção. Os Custos Fixos não variam em função da produção, dentro de certo limite, ao passo que os Custos Variáveis, como o próprio nome diz, variam de acordo com a produção.

Exemplo: analisando uma situação hipotética em um rebanho leiteiro onde há dois funcionários permanentes. Se este rebanho produzir 30.000 litros em setembro e 20.000 litros em outubro, o custo de mão de obra permanecerá o mesmo nos dois meses, pois, muito provavelmente, os dois funcionários serão mantidos na propriedade. Já a quantidade de ração concentrada utilizada será menor no mês de outubro, já que ela é fornecida em função da produção. Por conseguinte, o custo com ração concentrada é um Custo Variável, pois varia em função da produção. Já o custo com mão de obra permanente é fixo, pois não altera com a variação da produção de um mês para o outro.

Guarde bem estes conceitos, eles serão bastante utilizados nas próximas partes deste artigo. Se ainda não registrou seu e-mail em nosso site, aproveite para registrar e seja avisado quando novos conteúdos forem publicados.


Siga para a parte 2 do artigo Política de Redução de Custos de Produção na Pecuária

Leia mais artigos em nossa página de conteúdo técnico em pecuária

Conheca os nossos softwares para gerenciamento de fazendas.

Palavras chave: custo de produção na pecuária, redução de custos na pecuária, custos fixos, custos variáveis, software para fazendas .


Deixe seu comentário, é importante para nós. Sua experiência enriquece nosso trabalho, e contribuirá com todos que lerem este artigo depois de você.